• Maria Claudia

Resenha do livro A IRMÃ DA TEMPESTADE - Livro 2 da série AS SETE IRMÃS – Lucinda Riley


Para quem ainda não sabe ou não se lembra, a série gira em torno da história de seis irmãs, todas adotadas pelo velejador Pa Salt em suas viagens pelo mundo e que ao morrer deixou para cada uma um envelope com pistas sobre os seus nascimentos. No primeiro livro (AS SETE IRMÃS: A HISTÓRIA DE MAIA) acompanhamos Maia em busca de sua verdadeira origem no Rio de Janeiro. Agora no segundo volume vamos acompanhar Ally e iremos conhecer as belezas da Noruega.

Não posso ir adiante sem abrir aqui um parêntese e dizer como estou apaixonada por essa série, sei que é apenas o segundo livro, mas estou gostando tanto que já li o terceiro, “A IRMÃ DA SOMBRA”, e logo vou colocar a resenha aqui para quem interessar possa enquanto eu fico aguardando ansiosa a publicação dos próximos: li recentemente que o quarto só deverá sair em meados do segundo semestre de 2017: snif, snif... é muito tempo para esperar! Mas... fazer o quê?

A obra dessa autora sempre me deixa feliz, pois além dela passar uma mensagem muito linda em todas suas histórias é também muito precisa nas pesquisas históricas e geográficas. Gosto muito dos livros de Lucinda Riley, acho que já li todos. Estou amando essa série onde posso viajar com as Irmãs D’Aplièse pelo mundo e sair em busca do passado junto com elas!

Narrado na primeira pessoa, nesse volume vamos conhecer a história da velejadora Ally, segunda filha entre as irmãs adotadas por Pa Salt. Fascinada pela vida ao mar, Ally é uma velejadora de prestigio e tem uma longa carga de experiências profissionais e nem imaginava que receberia ali no mar a notícia mais triste de sua vida - seu pai está morto. Desesperada e sem acreditar que nunca mais verá o pai, Ally volta para Atlantis em busca do consolo que apenas Marina (a governanta e única mãe que todas elas conheceram) e suas irmãs poderiam lhe oferecer nesse momento tão difícil. E ao receber sua carta testamento com as pistas sobre a sua origem, ela se emociona muito com as palavras do pai, afinal sua paixão pelo mar veio dele, mesmo que isso a tenha afastado de sua carreira musical promissora como flautista. Mas ela não se arrepende, afinal também ama velejar. Nessa sua carta Ally recebe um sapinho, que ela não sabe o que é, e a indicação de um livro...

Assim como no primeiro livro a narrativa acontece no presente e no passado. Presente onde Ally irá conhecer pessoas e lugares novos, como também viverá novas emoções e aventuras. Passado onde é contado o início da história da família de sangue dela e que se iniciou há mais de 100 anos mostrando que sua história está ligada à da jovem cantora Anna Landvik que participou da estreia de uma das obras mais famosas do grande compositor Edvard Grieg. O passado que vai se entrelaçar com a vida presente de Ally é cheio de amor e música. Com o decorrer do tempo ela também vai perceber que a música está na sua alma e que, depois de todas as suas descobertas, será muito difícil fugir disso. E aí fica lindo ler sobre como a música pode mudar a vida de uma pessoa! A história de Anna, essa antepassada com uma vida tão intensa, foi sem dúvida um dos pontos mais altos do livro a meu ver.

E para finalizar é importante ressaltar o modo incrível que autora tem de fazer as ligações do passado com o presente sem usar de artifícios para prender o leitor: ela apenas escreve de maneira simples e objetiva, vai lançando fatos na leitura que nos fazem pensar, amar, odiar e quando achamos que tudo está resolvido, lá no final sempre acontece uma surpresa...

LEIA MAIS

Outros livros recomendados:

- Análise do livro NINFEIAS NEGRAS de Michel Bussi por Maria Claudia

- Crítica do livro Um Mais Um de Jojo Moyes por Maria Claudia

- Os Cães nunca deixam de amar de Teresa J. Rhyne recomendado por Maria Claudia

- O Tempo entre Costuras de María Dueñas recomendado por Maria Claudia

- Destino La Templanza de María Dueñas recomendado por Maria Claudia

- A Maleta da Sra. Sinclair de Louise Walters recomendado por Maria Claudia

- A Lógica do Cisne Negro de Nassim Nicholas Taleb recomendado por Paulo Gustavo Ganime

- A livraria dos finais felizes de Katarina Bivald recomendado por Maria Claudia

- O Amante Japonês de Isabel Allende recomendado por Maria Claudia

Maria Cláudia de Macedo Miranda Marandino

Resendense de nascimento e carioca desde os meus três anos, sou professora (aposentada) especializada em alfabetização e pré-escolar. Amo ler pelo simples prazer de ler! Não sou especialista em literatura mas vou colaborar no 1 olhar com o resumo que faço de cada um dos muitos livros que leio na esperança de despertar o leitor que sei que vive dentro de cada um de nós: todos somos leitores, basta que o livro certo nos encontre!

#educacao #familia #leitura #MariaCláudiadeMacedoMirandaMarandino #MariaCláudia #livro #irmatempestade #asseteirmas #lucindariley

695 visualizações

Copyright © 1Olhar 2017- 2020

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon