Governos não sabem gerir mudanças

Mudar é bom, adoro mudanças. Mas mudar não é fácil. Para quem não me conhece, trabalho com finanças e gestão de projetos, mas a principal habilidade que precisei utilizar nos meus últimos 10 anos de carreira foi a de Gestão de Mudanças. Este é um assunto muito complexo, requer planejamento, gestão de pessoas, entender a estrutura organizacional e política da instituição, analisar os impactos da mudança e da não mudança, comunicação … mas, principalmente, não se faz da noite para o dia.

 

Mas por que estou falando disso? No meu primeiro artigo para o 1 Olhar , Início do Século, comentei que eu via três razões para o crescimento do radicalismo no mundo. O “efeito cíclico da história”, que detalhei naquele primeiro texto; “o surgimento das redes sociais, com toda sua frivolidade e falta de profundidade”, que abordei no meu segundo texto, O radicalismo num mundo binário; e, o “movimento pendular do mundo, que estava tendendo para uma orientação que valoriza de forma extrema o politicamente correto, sem levar em conta as complexidades do mundo”. Hoje vou me aprofundar nesta última, que está diretamente ligada à Gestão de Mudanças. 

 

Estamos caminhando para um mundo que sobrevaloriza o politicamente correto. Será (ou seria) muito bom o dia em que as preces de John Lennon fossem ouvidas e tivéssemos “all the people living life in peace”. Mas isso leva tempo… muito tempo. Querer transformar um mundo machista, racista, homofóbico, misógino, anti-semita…, de uma hora para a outra, em um mundo perfeito não é apenas utópico, é perigoso.

 

O mundo é complexo demais. Ser tolerante é importante, é bonito, é sábio. Mas também é frágil. Não somos 7 bilhões de bonzinhos. Quando abrimos fronteiras, milhões de necessitados adentram em busca de uma vida melhor, mas milhares de aproveitadores os acompanham. Quando pregamos a tolerância religiosa, os intolerados muitas vezes viram intolerantes.

 

Acredito na tolerância como princípio individual. Eu sou tolerante e acredito que todos devemos ser. Mas a tolerância como política de Estado de curto prazo é calamitoso. Os países devem sim ter isso em seus valores e visão de longo prazo. Mas suas ações e decisões de curto prazo devem levar em conta essa complexidade do mundo.

 

Não é papel do Estado agradar a todos, querer ser politicamente correto. Os últimos acontecimentos na Alemanha evidenciam isso. Um país, ainda sob o estigma do Holocausto, abriu de forma desorganizada as portas para os refugiados. Intenção nobre, ação desastrada. Acolher os refugiados era necessário, mas como fazer isso? Com planejamento.

 

A falta desse planejamento está gerando consequências de curto prazo (estupros, atos terroristas, agressões, …) e, principalmente, de longo prazo, o crescimento da intolerância de ambos os lados. Frentes de ultra-direita estão ganhando força na Alemanha e em vários países da Europa. A busca incessante pela tolerância a qualquer custo está gerando a intolerância a todo custo.

 

Como eu disse antes, mudar é bom. Mas mudar requer planejamento e, o mais importante, paciência. Se tentarmos mudar de forma abrupta, não geramos mudanças, geramos ruptura.

Paulo Gustavo Ganime

 

Moro sozinho e fora do Brasil há quase 5 anos, mesmo longe sempre estive muito ligado ao Brasil. Muitas vezes sentia vontade de conversar com alguém e expressar minha opinião sobre as notícias e acontecimentos, mas não tinha para quem. Comecei então a escrever minha opinião no Facebook. Conforme os fatos iam ganhando importância, meu envolvimento ia aumentando e meus textos crescendo. Muitas pessoas começaram então a me dizer que eu deveria escrever num blog. Não sou especialista em Economia, Política, Direito, … , em nenhum assunto que escreverei aqui. Tudo será apenas o meu olhar sobre o tema. Gosto de debater e aprender, entao, por favor, discordem de mim e tragam visões e informações diferentes.

 

Se quiserem saber mais sobre mim:

facebook.com/paulogganime

linkedin.com/in/paulo-gustavo-ganime

Please reload

 SIGA-NOS AQUI TAMBÉM 
  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W
 os mais RECENTes : 

August 6, 2018

August 3, 2018

July 18, 2018

July 11, 2018

Please reload

Please reload

Copyright © 1Olhar 2017

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon

O 1 Olhar é uma plataforma colaborativa com mais de 50 colunistas compartilhando o olhar, a opinião de pessoas normais sobre os acontecimentos que nos cercam.

Quer colaborar? Entre em contato