Modismos não são só para outros tolos

07.02.2017


 

 

Um executivo circunspecto, enquanto toma seu café, folheia ao acaso uma revista de sua esposa, e se depara com um artigo sobre a auto-hemoterapia, uma técnica que tira o sangue de uma parte do corpo e injeta em outras, para melhorar mais de 100 doenças.

 

Então ele solta uma sonora gargalhada e murmura:

 

- Quem acredita em um absurdo desses?

 

Uma terapia apregoada como natural, transpondo sangue do próprio corpo, como se o sistema circulatório não tivesse fazendo o seu trabalho direito.

 

Mais tarde, com seu laptop black piano, ele se encontra aboletado, em sua cadeira de presidente, assistindo a um TED incrível sobre Marketing pós-Moderno (*).

 

Lá ele fica sabendo que quase 350 das 500 empresas do Fortune 500 estão em caminho de adotar essa nova excitante prática.

 

Não há mais retorno. Isso veio para ficar. Temos que tomar providências imediatas! Afinal para que gastarmos tanto com Marketing, se as Redes Sociais podem fazer todo o serviço?

 

Ele volta para casa e vê seu filho adolescente lendo uma revista de divulgação científica, que o palestrante condenou, junto com toda a mídia impressa. A filha está vendo TV, outro veículo agonizante, e logo começa a pedir insistentemente aquela boneca que faz xixi.

 

O que está acontecendo?

 

É fácil ver o ridículo pelo nosso juízo de valores. Rimos da auto-hemoterapia, mas ficamos impressionados com o potencial do Marketing pós-Moderno.

 

Com a diferença, que você ainda poderá estar jogando o "sangue" corporativo no lixo! Será que o mundo realmente se reinventa o tempo todo ou quem está tentando enganar quem?


O prejuízo de uma empresa comprar uma novidade pode ir muito além do dinheiro gasto numa consultoria. A adoção de uma prática questionável consome recursos, tempo, pessoas e pode desviar a atenção do feijão com arroz, tão desprezado no maravilhoso mundo moderno.

 

Os embustes no ambiente corporativo são muito mais elegantes e bem embalados do que enrolações em outras áreas como Medicina, moda, estética, eletrônicos miraculosos, etc..

 

A verdade é que nem todos os gurus, consultores e acadêmicos do universo poderiam desligar o que há de mais precioso no ser humano, que é a capacidade de raciocinar, como animal racional que somos.

 

Lembrem da bolha da Internet que estourou em 2000, quando muitos "especialistas" tentavam nos convencer que, com a nova economia, o lucro passou a ser supérfluo, e sua miragem seria mais que suficiente. E o bug do milênio? O mundo iria parar.

 

É preciso que, além de toda a aparente unanimidade, a novidade tenha consistência e profundidade. Se ninguém, por trás de todo jargão sofisticado, consegue traduzir o que de fato significa tudo isso em algo que faça sentido, esqueça.

 

Desconfie das revoluções, que derrubam todo o passado e criam uma nova era, onde nada será como antes no quartel de Abrantes. Já basta a tão falada era de Aquarius, que alguns disseram, e já devem ter se arrependido, que se iniciaria em 2009.

 

A verdadeira evolução é paulatina e avança como um trator, devagar, mas com força, como a vida.

 

* A propósito, existe mesmo o termo "Marketing pós-Moderno", mas aqui está sendo usado apenas como um exemplo hipotético de modismo.

 

Leia Mais

Outros Artigos:

 

- Estatais: Elefantes Sedentários - por Paulo Buchsbaum

 

- E será que a democracia falhou? - por Douglas Pinho

 

- E a Bolívia? - por Bruno Ribeiro

 

- O munda e a guinada à direita - por Bruno Rosi

 

 

Paulo Buchsbaum

É alguém muito conectado a todas as grandes questões da atualidade, navegando em áreas tão distantes como Economia, Exatas e Psicologia. Ele atua como consultor de negócios e empreendedor, mas tem paixão por escrever, já tendo 3 livros lançados. Seu site é www.negociossa.com

 

 

 

 

 

 

Please reload

 SIGA-NOS AQUI TAMBÉM 
  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W
 os mais RECENTes : 

August 6, 2018

August 3, 2018

July 18, 2018

July 11, 2018

Please reload

Please reload

Copyright © 1Olhar 2017- 2020

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon