Mas você come coco???

23.02.2017

Agora, sim! E muito!

 

De férias na “facul” e com vontade de testar receitinhas novas resolvi ir para a cozinha e ver o que tinha no meu congelador: polpa de coco e biomassa de banana verde para até o fim dos dias. Como hoje é aniversário de uma amiga muito querida e tivemos um momento particular engraçado, resolvi fazer algo com coco em homenagem a ela.

 

(...) Estávamos em uma comemoração de aniversário do povo do laboratório em que trabalhávamos. A mesa estava lotada de doces e bolos; a maioria, de coco. Eu não gostava de coco, mas resolvi comê-los até a morte. Nisso...

 

Marcinha pergunta: - Nath, você gosta de coco?

Eu respondo: - Não.

Marcinha explica: - Mas isso tem coco!

Eu respondo: - Eu sei…

 

E, assim, continuo engolindo mais uns 53738 beijinhos na velocidade da luz...

Marcinha, já confusa: - Nath, afinal de contas você come ou não come coco???

Eu respondo novamente: - Não!!

Marcinha, já indignada: - Mas esse doce leva coco!!!!!!

Eu: - Eu sei, Márcia, #@!%#@!%#@!%!!!!!!!

 

Então, todos ao redor rasgaram-se de rir daquela situação que, é claro, virou piadinha. ☺

 

Gracinhas à parte, foi aí que eu descobri que gostava de coco. Evolução de paladar!!!

So... Resolvi ver tudo o que tinha em casa e fazer um bolinho de coco integral para saciar

a vontade de doce do meu monstro interior.

 

Assim como o molho de tomate, caldo de legumes e etc., eu não compro mais leite de

coco; prefiro fazê-los em casa mesmo. Sempre faço em bastante quantidade, pois peço

ao feirante, na cara de pau, sacos e mais sacos de coco que ele iria jogar fora. JOGAR

FORA!!! Enfim, depois de carregar uns sacos pra casa, fico 39475 horas retirando a carne

e guardando em um saquinho. Super divertido!!! #sqn.

 

Depois de ter feito o primeiro WOD (workout of the day, para os não “crossfiteiros”), o segundo já começa sem descanso. Bato no liquidificador toda a carne do coco verde + a

água (ou não), congelo em porções e retiro a quantidade desejada para usar na receita.

 

 

Hoje em dia eu AMO coco e sei que é um alimento muito versátil e extremamente benéfico para a saúde. É rico em calorias, vitaminas e minerais, sendo excelente fonte de cobre, cálcio, ferro, manganês, magnésio, zinco, entre outros. A água de coco é uma bebida refrescante e uma ótima opção para repor o líquido perdido durante as atividades físicas, funcionando como um isotônico natural. Porém, não é indicado para todo mundo...

Logo, sempre consulte um nutricionista para saber o quê e o quanto você pode comer.

 

Bem, vamos ao preparo!

 

Ingredientes:

 

- 450mL de polpa de coco caseira (porque se é de coco, tem que ter muito coco);

- 100g aveia em flocos;

- 100g farinha de trigo integral;

- 50g adoçante culinário;

- 25g açúcar mascavo (além dos nutrientes, gosto da cor que deixa na receita);

- 25g açúcar orgânico;

- 15mL óleo de coco (pouca quantidade porque a polpa já tem gordura e também porque custa o olho da cara);

- 15g fermento químico em pó;

- Nenhum ovo (os dois últimos eram a minha janta).

 

Preparo:

 

- Misturar todos os ingredientes com o garfo, exceto o fermento;

- Acrescentar o fermento e misturar com cuidado;

- Colocar em uma forma (de cerâmica vermelha, linda, que ganhei no Natal de um chef muito querido) devidamente untada com óleo de côco;

- Pré-aquecer o forno à 180°C por 10 minutinhos;

- Assar por 1 hora na mesma temperatura;

- Esperar esfriar para desenformar! Caso contrário... “crumble de côco”!

 

Rendimento:

 

Cerca de 800g de bolinho delícia

 

No final, o bolo ficou de coco integral com aveia, vegano e espetacular! Juro! Pareceu

bem gordo quando eu dei a primeira mordida e, além disso, macio! Eu achei um pouco

doce, mas era esse o meu objetivo. Lembrando, a cozinha é criação! Invente!

 

Mas então, Nath, você come coco mesmo...

 

Agora?

 

Muita coisa!

 

That’s all folks!

 

LEIA MAIS

Artigos relacionados:    

 

- As maravilhas do coco por Viviane Tavares

- Receita saudável e prática? Temos! por Viviane Tavares

- Como emoções afetam a saúde segundo a Medicina Chinesa por Sol Medeiros

- Veganos são chatos, mas conseguem produzir delícias, sem sofrimento e morte de animais por Sandra Zatz

 

Outros artigos:

 

- Por que não sei dizer NÃO? por Cris Ganime

- Dia a dia de uma mãe frenética por Andrea Domingues

- Maldivas para aventureiros por Nanda Haensel

 

 

Sou Nathália Motta, filha única, carioca e tenho 31 anos. Sou formada em Ciência Biológicas na Faculdade Souza Marques, cursei mestrado e doutorado na Fiocruz e, atualmente, estou cursando Nutrição na Universidade Veiga de Almeida. Sempre pratiquei algum tipo de esporte ou dança, nunca fui sedentária.

Please reload

 SIGA-NOS AQUI TAMBÉM 
  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W
 os mais RECENTes : 

August 6, 2018

August 3, 2018

July 18, 2018

July 11, 2018

Please reload

Please reload

Copyright © 1Olhar 2017

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon

O 1 Olhar é uma plataforma colaborativa com mais de 50 colunistas compartilhando o olhar, a opinião de pessoas normais sobre os acontecimentos que nos cercam.

Quer colaborar? Entre em contato