Menopausa: momento da Grande Sábia

29.03.2017

 

 

Durante o mês de março, para homenagear e comemorar o dia internacional das mulheres, escrevi textos sobre universo feminino (A Tensão Pré-Menstrual também pode significar Tempo Para Mim e Nós mulheres: as grandes Deusas) e para finalizar este ciclo, nada mais sugestivo que falar sobre a menopausa.

 

A menopausa pode ser considerada o final de um ciclo, mas é também início de nova vida para mulher, basta ter um novo olhar a respeito.

 

É visto pela maioria das mulheres como um período temível, a ser afastado e prorrogado o quanto possível, porque na nossa cultura se aprende a ver como o começo do fim, caminhando para um declínio da vitalidade e da saúde, rumo a doenças, dores, dependência de remédios, médicos e cuidadores (sejam familiares ou não).

 

Quer uma mulher entre na menopausa naturalmente ou através da histerectomia, este estágio de vida deve ser considerado como uma grande transformação. Os sintomas de desconforto são sinais importantes para o processo interno de mudanças pois são mensagens da alma para o corpo mostrando a presença de desequilíbrio que podem estar impedindo que mudança ocorra. Através da atenção cuidadosa a seus sintomas, uma mulher sabe como está se bloqueando e o que fazer para ajudar seu corpo a se curar. A dor ensina e instrui, já que seu propósito é nos alertar de que algo está errado, chamando a atenção para o que deve ser corrigido e assim nos mantermos vivos e saudáveis.

 

No período de transição, as mulheres instintivamente voltam para dentro de si buscando redescobrir aquela pessoa que elas foram antes que a sexualidade e a reprodução se tornasse o foco principal de suas vidas. A menopausa é um período e uma oportunidade de se recriar, para compreender melhor a profundidade e o potencial desta metamorfose.

Algumas culturas tradicionais ensinam que quando uma mulher para de menstruar, ela deixa o mundo físico e penetra no plano espiritual.

 

Momento da Mulher Sábia, da avó, que transmite suas experiências com paciência, afetividade, amorosidade e bondade às pessoas com quem convive. Sua sabedoria é nata e não foi adquirida nos livros, mas ao longo de sua vida. Sabe aguardar uma melhor oportunidade, esperando o momento certo para agir sem perder sua energia com atividades vãs. Sabe ser flexível e se moldar conforme a ocasião. Segue sua natureza e seus

instintos com fluidez e leveza e prossegue sem dar ouvidos aos comentários alheios, certa de que seu caminho é o correto.

 

Na Medicina Chinesa acredita-se que emoções reprimidas e vivenciadas intensamente desencadeiam os sintomas da menopausa e pós menopausa: calores, suores noturnos, artrite, artrose, osteoporose, insônia, ganho de peso, perda de massa muscular, fraqueza nas pernas, memória fraca e muitos outros. São mulheres que viveram com frustrações, medos, mágoas, falta de perdão, inflexibilidade, raiva reprimida, autocrítica, preocupações,

melancolia, preconceitos e perfeccionismo. Os sinais de que os sintomas da menopausa surgiriam de forma intensa causando desconforto, apareceram muito antes, na fase madura, como menorragia, miomas, endometriose, cólicas, enxaquecas, alterações no ciclo e fluxo menstrual e TPM. São apenas reflexos da falta de cuidado consigo mesma durante a vida toda. Por isso ficar atenta aos sinais que o corpo dá sem ignorá-los é uma forma de passar por este período de forma confortável e fluida.

 

Para refletir:

  • O que é essencial em minha vida? O que posso abrir mão e o que devo guardar?

  • Como posso compartilhar o que aprendi e vivi e seguir adiante com energia e vitalidade?

  • Como posso superar emoções e sentimentos reprimidos durante anos?

  • Com mais tempo livre, o que posso fazer por mim que deixei de fazer durante toda vida?

  • O que mais temo que me aconteça agora que estou envelhecendo?

Na meia idade talvez seja um período para se desfazer das máscaras: ambição, ego, ganância, hipocrisia, orgulho, inflexibilidade, preconceito, enfim, tudo que não serve mais. Momento, se não antes, de rejeitar as fórmulas dogmáticas e as crenças limitantes para ser completamente você.

 

Aproveite que tem mais tempo livre para o autoconhecimento e para fazer o que dá prazer, como ter um hobby, viajar, fazer trabalhos voluntários, sair com as amigas, enfim, faça o que quiser. O importante é manter-se ativa e sentir-se viva pois ainda há muito a aprender e a fazer.

 

Esteja atenta à sua voz interior, aprimore seu espírito (independente de religião), confie na sua intuição e ouça o seu coração e você encontrará todas as respostas.

 

 

Abraços e até a próxima,

 

Sol Medêiros


Leia Mais

Outros Artigos:

 

- Tolerância, reflexão e questionamento em tempos politicamente corretos por Yedda Macdonald

- Recompensas por Viviane Tavares

- O espírito da coragem e a sábia tomadora de decisão por Sol Medeiros

- O macio e o flexível prevalecerão por Sol Medeiros

Como emoções afetam a saúde segundo a Medicina Chinesa por Sol Medeiros

- Individualismo, individualidade e individuação – diferenças que fazem toda a diferença por Yedda Macdonald

- Traduzir-se – uma homenagem a Ferreira Gullar e à incoerência do existir por Yedda Macdonald

Sol Medêiros

Sou paulista e desde sempre tive curiosidade e interesse sobre assuntos relacionados ao desenvolvimento e conhecimento do ser humano, porém me formei em Turismo onde trabalhei por 20 anos, até que em 2008 larguei tudo e me abri para os estudos das terapias integrativas com foco na milenar Medicina Chinesa e sou apaixonada pelo que faço. Além disso amo ensinar, escrever e compartilhar meus conhecimentos e vivências com as pessoas para que tenham uma vida mais leve, saudável e descontraída.

www.solmedeiros.com.br

 

“Coloque silêncio nos seus sentidos, nos seus pensamentos e nos seus desejos e assim escutará a sua verdade interior “ Malebranche (1638-1715)

Please reload

 SIGA-NOS AQUI TAMBÉM 
  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W
 os mais RECENTes : 

August 6, 2018

August 3, 2018

July 18, 2018

July 11, 2018

Please reload

Please reload

Copyright © 1Olhar 2017

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon

O 1 Olhar é uma plataforma colaborativa com mais de 50 colunistas compartilhando o olhar, a opinião de pessoas normais sobre os acontecimentos que nos cercam.

Quer colaborar? Entre em contato