Você sabia que existem pessoas 3D?

06.05.2017

Atualmente existe muita coisa em 3D: TV, impressão, filmes e até órgãos

em 3D já estão sendo pesquisados. O que nunca foi dito é que existem

pessoas 3D. Talvez você seja ou conheça alguém 3D. Você deve estar se

perguntando como assim? Calma! Não é nenhuma revolução da ciência. É

muito simples e vou explicar melhor.

 

A pessoa 3D é aquela que vive em:

1. Desânimo

2. Derrota

3. Desgraça

 

 Resumindo, são pessoas que só reclamam, que nada está bom, todos estão contra ela, que não fazem questão de agradar, que só enxergam o lado ruim da vida, só falam de tragédias, são inflexíveis, deprimidas, se magoam com muita facilidade, são egoístas, arrogantes e críticas demais consigo e com

os outros. Em alguns momentos, nos encaixamos perfeitamente em 3D, o que é normal.

 

Viver em 3D ao longo da vida cultivando apenas tristeza, mágoas, pesar, angústia e a auto piedade tem consequências físicas no corpo. Segundo a Medicina Chinesa, o órgão afetado por estas emoções é o Pulmão. A pessoa fica muito suscetível a invasões de fatores patogênicos externos como vento, frio e umidade se resfriando ou ficando gripadas com facilidade, além de desencadear asma, rinite, bronquite e todos as questões respiratórias, e em casos mais graves pneumonia.

 

O Pulmão é o único órgão que se relaciona com o exterior através do nariz e da pele. A estação do ano pertencente a este órgão é o outono, por isso que os maiores problemas respiratórios aparecem nesta estação climática.

 

Além disso, é de nossa responsabilidade a nossa proteção de agentes invasores e de assegurar que nossos tesouros internos (sangue, energia e espírito) não sejam perdidos para o mundo externo. Está relacionado, com o que se chama na Medicina Chinesa de Alma Corpórea, ou seja, com nossa identidade do quem Eu Sou. Quando não estabelecemos limites com os outros, não sabemos falar não, tudo que é de fora nos afeta seja físico (vírus, bactérias, etc.) seja no emocional (mágoas, rancor, pesar). As pessoas com alguma deficiência do Pulmão também sente demais a dor do outro como se fosse dela e ficam num grande pesar, são extremamente apegadas a pessoas, objetos e situações, tudo que é dito elas tomam como pessoal, precisam da aprovação dos outros para tudo por que falta a autoconfiança e autoconhecimento.

 

Saber quem se é de verdade, estabelecer limites, entrar na dor do outro sem se apegar, ser alegre, ser diplomata, saber se relacionar com as pessoas, ser altruísta é essencial para a saúde dos Pulmões.

 

Práticas corporais são as mais indicadas para fortalecer os Pulmões, como a dança, a yoga, o Tai Chi Chuan e as atividades teatrais e circenses. A meditação também é fundamental fortalecer nossa identidade e se autoconhecer porque é através do ar que expiramos e inspiramos que estabelecemos relação com o exterior.

 

Existem alguns alimentos que são favoráveis: agrião, pimenta (não comer se for hipertenso), hortelã, nabo, rabanete, pêssego, louro, mel, gengibre, alecrim e pistache. Lembrar de ingerir líquidos para manter a umidificação do corpo principalmente nos dias frios. Evite alimentos crus e frios, leite e seus derivados, embutidos, enlatados, farinha branca, alcóol e refrigerante.

 

O cigarro é o maior vilão dos Pulmões. Fique longe dele!!!!!

 

Evite se expor ao vento e ao frio. Mantenha-se aquecido principalmente nas extremidades do corpo como pescoço, cabeça, pés e mãos.

 

Desapegue do que não faz sentido: roupas, objetos, cacarecos, livros, pessoas, situações, trabalho, pensamentos, emoções. Enfim busque coisas novas e inspiradoras para dar sentido a sua vida.

 

3D agora só se for filme. Combinado?

 

 

Abraços e até a próxima,

 

Sol Medêiros


Leia Mais

Outros Artigos:

 

- Tolerância, reflexão e questionamento em tempos politicamente corretos por Yedda Macdonald

- Recompensas por Viviane Tavares

- O espírito da coragem e a sábia tomadora de decisão por Sol Medeiros

- O macio e o flexível prevalecerão por Sol Medeiros

Como emoções afetam a saúde segundo a Medicina Chinesa por Sol Medeiros

- Individualismo, individualidade e individuação – diferenças que fazem toda a diferença por Yedda Macdonald

- Traduzir-se – uma homenagem a Ferreira Gullar e à incoerência do existir por Yedda Macdonald

Sol Medêiros

Sou paulista e desde sempre tive curiosidade e interesse sobre assuntos relacionados ao desenvolvimento e conhecimento do ser humano, porém me formei em Turismo onde trabalhei por 20 anos, até que em 2008 larguei tudo e me abri para os estudos das terapias integrativas com foco na milenar Medicina Chinesa e sou apaixonada pelo que faço. Além disso amo ensinar, escrever e compartilhar meus conhecimentos e vivências com as pessoas para que tenham uma vida mais leve, saudável e descontraída.

www.solmedeiros.com.br

 

“Coloque silêncio nos seus sentidos, nos seus pensamentos e nos seus desejos e assim escutará a sua verdade interior “ Malebranche (1638-1715)

Please reload

 SIGA-NOS AQUI TAMBÉM 
  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W
 os mais RECENTes : 

August 6, 2018

August 3, 2018

July 18, 2018

July 11, 2018

Please reload

Please reload

Copyright © 1Olhar 2017

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon

O 1 Olhar é uma plataforma colaborativa com mais de 50 colunistas compartilhando o olhar, a opinião de pessoas normais sobre os acontecimentos que nos cercam.

Quer colaborar? Entre em contato