O que a gente leva da vida?

18.06.2017

 

 

O que a gente leva da vida? Digo que o que existe por trás dessa pergunta provocadora é o grande mistério da passagem da morte. E contrariando as teorias que dizem que não existe vida após a morte, o livro dos livros e as experiências extracorpóreas mundo afora dão base para acreditarmos num mundo além desse.

 

E a Big question is: O que levamos para o outro mundo? Levamos para o outro mundo só as boas lembranças! Lá teremos tempo de sobra para mergulhar nas memórias indolores. Afinal, não iremos mais nos apegar a imagens sem sentido. Creio piamente, que o plano superior seja parecido com a casinha branca que Peninha cantou!

 

Do outro lado da ponte que separa o tempo da eternidade não haverá mais monotonia, lágrimas, angústia, câncer e nenhum tipo de dor. Só paz eterna e alegria ininterrupta! Por enquanto, vamos aproveitar as melhores coisas da vida! E por falar nisso... As melhores coisas da vida são de graça né?

 

 

Observe: Contar as estrelas, namorar a lua, dormir, acordar, vê o nascer do sol, caminhar, ouvir música, surfar, dançar, cantar de baixo do chuveiro, beijar, abraçar, sorrir, tirar uma flor do jardim e dar a mãe, passar tempo com a família e amigos, comer manga rosa do quintal de casa, respirar fundo e agradecer a Deus pela vida é de graça.

 

Bem... E dentro desse cubo-mágico que é a vida, temos algumas lembranças interessantes! Por exemplo: Quando eu era criança me apaixonei pela professora. Eu levava chocolate, flores frescas colhidas no caminho da escola e ainda escrevia bilhetes a elogiando. É... A paixão cega o apaixonado. Entretanto, hoje isso me faz sorrir muito!

 

Lembro também que fui muito amado pela minha família! Cresci com o carinho da "vó" e do "vô", com a proteção dos meus pais e com o zelo dos meus tios. Ah! E com os presentes de todos eles! Eu fui tão feliz na minha infância que tem dias que fecho os olhos e fico revivendo tudo!

 

E é por essas e outras que afirmo: “Felicidade é vivenciar bons momentos com pessoas especiais”. Deixa eu americanizar: "Happiness is experiencing good times with special people". Sim... Felicidade consiste em não estar só.

 

Peço licença poética para definir algumas coisas que a gente leva da vida em duas ou

três frases. Ok!

 

Vamos lá!

 

 

Amor: Às vezes é uma sacanagem e quase sempre uma raridade. O amor existe no coração de quem ama primeiramente a Deus. Nesse caso não é uma sacanagem, contudo quase sempre uma raridade.

 

Amigos: Irmãos do coração, feitos à base de fibra de Carbono-Gold.

 

Família: O porto seguro de cada dia. Uma dádiva para desfrutar na terra e no céu.

 

Esperança: A minha é Cristo!

 

O que a gente não leva da vida? Não leva nada que o dinheiro possa comprar. Pois nada trouxemos para este mundo e dele nada podemos levar. Acredito que você já ouviu falar na paciência de Jó! E no pensamento dele sobre o que a gente leva da vida? Se não, confere aí, Jó disse: Nu saí do ventre de minha mãe, e nu tornarei para lá. E eu penso exatamente que é bom doar enquanto se tem. Emprestar enquanto se pode. Se você me pergunta o que eu quero levar dessa vida, eu te respondo que quero levar dessa vida, todo amor que houver nessa vida. Porque ser feliz é amar intensamente a vida! E meu "bomselho" é: Viva a vida, viva a vida agora!

 

Viva a vida, mas não se esqueça tem que ser agora! Como dizem os franceses: ”La vie est à vivre.” Traduzindo: A vida é para se viver.

 

Mas, o que a gente leva da vida mesmo? A gente leva da vida o que a vida nos proporcionou e o que proporcionamos a ela.

LEIA MAIS

- TSE: desemperre o Brasil e livre-se do Temer por Paulo Buchsbaum

- Liberdade por Bruno Rosi

- O financiamento de campanhas na base do caos político por Daniel Daipert

- Gestão (?) pública por Paulo Gustavo Ganime

- A relação do policial militar com a sociedade brasileira por Jan Creveld

Gutemberg Correia

 

Formado em Teologia, letrista, poeta, escritor, cinéfilo, musicalmente chato, chocólatra assumido e viciado em livros e séries.

Autor de dois livros ("Mensagens de Deus Via Celular"-Agosto de 2015 & "1 Mês de Poemas"-Abril de 2017), pela Editora Multifoco. 

 

Uma frase o define:

Pernambucano bem-humorado que faz da vida uma arte.

Please reload

 SIGA-NOS AQUI TAMBÉM 
  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W
 os mais RECENTes : 

August 6, 2018

August 3, 2018

July 18, 2018

July 11, 2018

Please reload

Please reload

Copyright © 1Olhar 2017

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon

O 1 Olhar é uma plataforma colaborativa com mais de 50 colunistas compartilhando o olhar, a opinião de pessoas normais sobre os acontecimentos que nos cercam.

Quer colaborar? Entre em contato