Os benefícios da bagunça

18.08.2017

 

Para começarmos a pensar nesses benefícios, ou não, gostaria de deixar bem claro que desde que me especializei em organização essa é uma pergunta que não sai da minha cabeça. Fico pensando, porque empurramos tantas coisas com a barriga, deixamos nossas gavetas reviradas, nossos armários entulhados e me colocando nessa posição também. Alguma vantagem deve ter nisso tudo, não é mesmo?


Trabalhar como Personal Organizer tem me provado que não! Que não há vantagem nenhuma nesse cenário bagunçado!

 

Mas vamos tentar olhar pela ótica da maioria dos seres humanos, e que ainda não sentiram de verdade o benefício de se ter o que precisa no lugar que precisa. Vem comigo nesse bate papo...


Vamos parar um minuto para responder uma pergunta: O que exatamente te impede de não fazer o que tem que ser feito na hora que é para fazer? O que te impede de ter o que precisa no lugar certo? Parece confuso não é mesmo, mas vc já se perguntou e tentou entender quais os motivos que te levam a procrastinar ou se desorganizar.
 

Tudo isto está muito relacionado a forma como priorizamos nossa vida, ou pelo menos como definimos o que é prioridade e aí colocamos a culpa no tempo que se torna curto para fazer tudo o que temos para fazer e não damos conta de todas as coisas e vamos jogando pela casa o check list não realizado do dia ou objetos em qualquer lugar.
 

Organização é um hábito e está totalmente relacionado ao cantinho do prazer no nosso
cérebro.

 


Então vamos lá, na correria do nosso dia a dia, em meio a mil coisas, normalmente definimos como prioridade o que tem que ser resolvido naquela hora e assim que finalizamos sentimos um alívio enorme e um prazer por ter tirado aquilo do caminho, certo? A resposta é: depende. Pois provavelmente o que você definiu como prioridade estava muito mais relacionado com algo a ser feito com urgência então você vai lá e rapidinho resolve e fica aliviado. Mas você consegue perceber que nos segundos seguintes já está pensando em qual a outra coisa que deve ser feita com urgência e o mesmo sentimento de angústia volta, porque não o fez, e o de prazer logo depois que faz. Então a questão está no que entendemos por prioridade e urgência. Nós temos a tendência a decidir fazer primeiro coisas que nos dão prazer e que nem sempre são as mais importantes.
 

Outro fator que imagino permear esse assunto é a ostentação, ou seja, hoje em dia as pessoas que tem uma lista de 250 emails não lidos, um checklist com outras 400 coisas para fazer e dizem com o peito estufado que são importantes e vejam só quantas coisas tem para fazer – vamos deixar claro que estamos generalizando – e no final do dia ainda não conseguem dormir porque não pararam de pensar em tudo o que ficou por fazer.

 

Particularmente eu não consigo entender que esta pessoa tem sucesso ou que é importante, tenho a tendência a me comover com essa situação e fico pensando em o quanto ela está deixando passar em apenas realizar coisas que estão na lista e deixando de lado em ser e estar presente nos bons momentos com as pessoas ou fazendo coisas que realmente a deixam feliz. A desorganização também está relacionada a NÃO vivermos o presente de forma integral, estamos sempre olhando o que não fizemos e o que teremos que fazer amanhã ou na semana seguinte, sendo que basta fazer AGORA o que tem que ser feito, simples assim. Nessa roda gigante da vida, nós nem paramos para pensar quem somos, estamos ligados no piloto automático em ter coisas, conquistar coisas e vamos jogando inclusive nossos sentimentos dentro de uma gavetinha interna que vai ficando toda bagunçada. Conquistar, atingir, alcançar nos faz bem e acredito que somos o seres mais capazes na face da terra, somos os mais poderosos e tudo isso fica muito mais legal quando faz sentido na vida.
 

Quero te fazer um desafio: que tal começar a eliminar pensamentos ruins, pessoas que não fazem bem e coisas que já não fazem mais parte de você? A organização é muito mais ampla do que objetos, organização é benefício, é felicidade é qualidade em nossas vidas. Reserve 15 minutos do seu dia para pensar nisso, tenho certeza que ele vai te proporcionar muitos outros minutos libertadores para priorizar o que faz sentido de verdade pra você.


 

  

Muito prazer, sou a Lorena Savelli, psicóloga e Personal Organizer e alguém apaixonada por ajudar as pessoas a se reinventarem e se transformarem.
 

“Eu só quero o leve da vida pra te levar e o tempo pára, é a sorte de levar a hora pra passear
pra lá e pra cá, quando aqui tu tá” (trecho da música Trevo)

 

Facebook: @losavelliPO

Please reload

 SIGA-NOS AQUI TAMBÉM 
  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W
 os mais RECENTes : 

August 6, 2018

August 3, 2018

July 18, 2018

July 11, 2018

Please reload

Please reload

Copyright © 1Olhar 2017

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon

O 1 Olhar é uma plataforma colaborativa com mais de 50 colunistas compartilhando o olhar, a opinião de pessoas normais sobre os acontecimentos que nos cercam.

Quer colaborar? Entre em contato