Mais 100 dos nossos

28.08.2017

 

Reflexo da Anomia social (Adorno), em que a desumanização do agente da lei, através da banalização do mau (Hannah Arendt) , da negação do "eu" policial, da desconstrução grancista e marxista das ideias de Estado de Hobes, tudo isso somado a hierarquização do sistema jurídico penal, que coloca o policial militar como o pobre negado em sua cidadania, causam o distanciamento e a falta de empatia da população para com o seu defensor mais próximo, o PM. Neste quadro de desinteresse geral pelo genocídio dos militares de polícia, o agente da lei se tornou o novo herege julgados pelos Inquisitores formados pela Mídia, intelectualidade e Políticos, onde a não aceitação do drama e da morte dos que usam farda, geram a sensação de normalidade da morte quando se trata de um policial militar.


Somos vítimas de um novo Santo Ofício, formado por quem despreza os valores de uma sociedade sadia, que desconstruem valores da família, que são do estado mas não o representam, esquecem a origem da maior necessidade da criação dos Estados Nacionais no passado, que era deter a violência individual em benefício da coletividade.
Destroem as suas polícias para finalmente construirem a anarquia tupiniquim, onde em vez da lei do mais forte, vale a lei do mais influente e marginal. 

 

Não existe democracia sem Polícia, não existe sociedade sem controle social, o que me leva a crer que já deixamos de ser sociedade, somos bandos com interesses particulares, no máximo castas que defendem seus umbigos, sejam umbigos pobres ou umbigos de berço de ouro.


Somos uma das mais frias e cruéis populações do mundo, e as estatísticas cariocas de morte dos que doaram a vida para o estado e para a População é um sonoro grito de silêncio de omissão coletiva, de desprezo pelo humano, demasiadamente desumano parafraseando a obra de Nietzsche. 


Qual polícia do mundo trabalha sem amparo jurídico? Sem apoio populacional? 
 

O brasileiro escolheu a violência.

LEIA MAIS

- TSE: desemperre o Brasil e livre-se do Temer por Paulo Buchsbaum

- Liberdade por Bruno Rosi

- O financiamento de campanhas na base do caos político por Daniel Daipert

- Gestão (?) pública por Paulo Gustavo Ganime

- A relação do policial militar com a sociedade brasileira por Jan Creveld

 

JAN VAN CREVELD CARVALHO MONTEIRO

 

Especialista em Segurança Pública pela UFF- INeac, pós graduado em ciências sociais e policial há 14 anos, atualmente no posto de Capitão.

Please reload

 SIGA-NOS AQUI TAMBÉM 
  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W
 os mais RECENTes : 

August 6, 2018

August 3, 2018

July 18, 2018

July 11, 2018

Please reload

Please reload

Copyright © 1Olhar 2017- 2020

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon