Resenha do livro PARIS PARA UM E OUTROS CONTOS - JOJO MOYES

02.09.2017

 

 

Eu não sou muito fã de contos, pois acho que os personagens não são bem construídos justamente por suas histórias serem contadas em poucas páginas. Mas por outro lado acho que um livro de contos é perfeito para ser lido numa viagem exatamente pela brevidade das histórias que sempre têm um começo, meio e fim, e por isso mesmo dá para ler no avião, no ônibus e/ou no navio, antes de dormir no hotel, na pousada ou no Camping, sem ficar naquela ansiedade com o que vai acontecer depois. É claro que num livro de contos, seja lá quem for o autor, nem todos serão maravilhosos, alguns sempre serão melhores que outros, mas para quem não consegue ficar sem ler, acredito ser essa ainda a melhor opção: no meu caso tenho certeza que é, pois sacio a minha sede de ler sem ficar presa numa história que não vou ter tempo de acompanhar junto com todas as atividades que uma viagem de lazer traz consigo. E como fui passear nesse mês de agosto... escolhi esse livro de Jojo Moyes para ir comigo e meu marido!

 

Vou tentar falar resumidamente de alguns contos, até porque o livro é muito fino (apenas 237 páginas), com apena 10 contos, e se escrever demais ainda corro o risco de competir com a autora! rsrsrsrs

 

Particularmente, amei quatro contos: os outros foram mais ou menos, mas é claro que serviram muito bem ao propósito de não me deixar sem ler nada durante a viagem (apesar de adorar viajar, sou daquelas que tem que ler algo todos os dias- as redes sociais não bastam para mim, tem que ter LIVRO -, caso contrário parece que o dia não terminou...).

 

Mas vamos aos meus quatro contos preferidos:

 

1- Paris para um é o primeiro conto do livro e também o maior de todos eles, com 90 páginas. Conta a história de Nell, uma jovem mulher que depois de ser sempre tão certinha no seu trabalho e na sua vida, resolve fazer uma loucura: compra passagens para Paris, uma para ela e outra para seu namorado Pete. Porém, ele abandona Nell sozinha nessa viagem. O que parecia ser um final de semana desastroso e triste acaba se transformando na melhor coisa da sua vida ao descobrir uma nova versão de si mesma: uma jovem independente, corajosa e ousada. E consegue entender também que em Paris pode viver novas emoções e paixões, é claro! Uma história clássica de encontros e desencontros, mas que fica muito especial, pois é escrita com a maestria de Jojo Moyes.

 

2- Entre Tuítes para mim foi um dos melhores contos: nele vamos conhecer Bella, a gerente de mídias digitais do escritório Frank Digger e Associados, especializado na contenção de escândalos de celebridades. Seu mais novo cliente é um ex-apresentador de um programa de TV que vem sendo alvo de declarações prejudiciais feitas no Twitter: ele está sendo acusado de ter tido um caso extraconjugal, mas jura que isso é mentira! Nada mais posso adiantar sem dar spoiler, mas é um conto incrível, com final surpreendente e super atual...

 

3- Sapatos de Couro de Crocodilo é outro pequeno conto que amei: conta a história de Sam, uma mulher de meia idade que, após um probleminha com sua bolsa na academia de ginástica, é obrigada a passar o dia todo com caríssimos sapatos de salto alto! É engraçado e escrito com aquela sutileza bem típica da autora, nos mostrando também certa futilidade que permeia os atos de algumas pessoas em determinados segmentos da sociedade moderna... muito bom!

 

4- O Casaco do Ano Passado é uma história linda e comovente sobre os sacrifícios que a personagem principal – e tantas mulheres na vida real – precisa fazer para manter as contas de casa em ordem, abrindo mão até mesmo de um simples casaco novo no inverno. Um conto tão pequeno e repleto de tanto amor e emoção! É simples e bonito.

Esse é um livro de contos em que a autora não abandona o seu estilo e mais uma vez nos fala sobre o amor em suas mais diferentes formas: do amor que não é amor, do amor de quem já nem se lembra bem de como é amar, do amor que surge inesperadamente, do amor próprio, do amor de quem se sacrifica pelo(s) outro(s), do amor que não está nos planos e/ou não era para ser, do amor de quem pensa que é amor, enfim... do AMOR!

 

Li em algum lugar que “Paris para Um” é mais como um pequeno romance para você ler nas horas vagas ou um livro para você curtir um conto antes de dormir todos os dias: essa segunda opção foi a que eu fiz e não me arrependi, valeu cada conto lido, mas... podia ter um maior número de histórias que eu ia amar muito mais e não ia atrapalhar em nada a viagem, já que eram narrativas curtas, belas, interessantes e muito gostosas de ler!

 

 


 

LEIA MAIS

Outros livros recomendados:

 

-  Análise do livro NINFEIAS NEGRAS de Michel Bussi por Maria Claudia

-  Crítica do livro Um Mais Um de Jojo Moyes por Maria Claudia

-  Os Cães nunca deixam de amar de Teresa J. Rhyne recomendado por Maria Claudia

-  O Tempo entre Costuras de María Dueñas  recomendado por Maria Claudia

-  Destino La Templanza de María Dueñas recomendado por Maria Claudia

-  A Maleta da Sra. Sinclair de Louise Walters  recomendado por Maria Claudia

-  A Lógica do Cisne Negro de Nassim Nicholas Taleb recomendado por Paulo Gustavo Ganime

- A livraria dos finais felizes de Katarina Bivald recomendado por Maria Claudia

- O Amante Japonês de Isabel Allende recomendado por Maria Claudia

 

Maria Cláudia de Macedo Miranda Marandino

 

Resendense de nascimento e carioca desde os meus três anos, sou professora (aposentada) especializada em alfabetização e pré-escolar. Amo ler pelo simples prazer de ler! Não sou especialista em literatura mas vou colaborar no 1 olhar com o resumo que faço de cada um dos muitos livros que leio na esperança de despertar o leitor que sei que vive dentro de cada um de nós: todos somos leitores, basta que o livro certo nos encontre!

Please reload

 SIGA-NOS AQUI TAMBÉM 
  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W
 os mais RECENTes : 

August 6, 2018

August 3, 2018

July 18, 2018

July 11, 2018

Please reload

Please reload

Copyright © 1Olhar 2017- 2020

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon