Moro é o bode expiatório do Lula

20.09.2017

 Esse é um momento emblemático para a tropa de choque do Lula. 

 

São 4 processos (Obstrução da Justiça, Empréstimo do BNDES, Compra de Caças, Venda de MP) em que o Lula consta como réu a ser julgado pelo juiz Vallisney Oliveira da 10a. vara de  Brasília.

Passou a ser um  número superior aos 3 processos (Triplex, Atibaia, Terreno do Instituto Lula) que estão debaixo das asas do juiz Sérgio Moro da 13o. vara do Paraná.

Além dos 2 juízes citados, há uma miríade de pessoas que está ligada aos processos contra o Lula:  existem equipes do MPF na acusação,  equipes da PF na investigação, juízes da 2a. instância ( 1o. TRF  em Brasília e 4o. TFR do Paraná) e juízes do STJ e STF nos recursos.

Ao todo são 10 ações: 7 processos abertos, 2 onde Lula já está denunciado (Quadrilhão do PT e Lula Ministro ) e mais um em fase de investigação (Palestras da Odebrecht). 

 

Como existem toneladas de extratos bancários, e-mails, mensagens, documentos comprobatórios, fora as delações premiadas e as testemunhas, não existe guarda-chuva que detenha essa tempestade de provas, evidências e indícios.  


A história é tão dantesca, que Lula chega a acusar a PF de plantar provas, quando Moro indaga sobre material apreendido na cobertura de São Bernardo.  E isso não é a primeira vez. A armazenagem do acerto presidencial na Granero, também constava referências ao Triplex e ao sítio de Atibaia, que a defesa na época também acusou de ser plantadas.

Imagine o precedente. Um cara mata um gajo, a polícia apresenta provas de DNA e a defesa do acusado alega que as provas foram plantadas. Não dá!

 

Assim, só resta acusar o acusador, mas o acusador precisa de uma cara única para receber os dardos pestilentos lançados pelas hordas lulistas.
 

O conceito de concentrar esforços de ataque é que é mais  fácil  fazer o público-alvo dirigir seu ódio a quem tenha um rosto definido e de preferência que todos conheçam. Nessa figura se concentra toda a "vileza" que Lula tem sido exposto.

Há um tempo, Janot estava no bolso do Temer e perseguia o Lula. No final, ele disparou suas flechas para todo o lado e esse discurso ficou enfraquecido. 

 

Enfim, as mídias petistas atiram para todos os lados esporadicamente, mas o grande foco é mesmo o juiz Sérgio Moro. 


E isso não faz sentido, porque o Sérgio Moro é um juiz de primeira instância. Cada coisa que ele julga teve que passar pela acusação da MPF e pela investigação da PF, e passará pelo escrutínio das instâncias superiores.

 

Assim Moro é da CIA e/ou FBI,  recebeu dinheiro de A ou B,  é do PSDB, sua esposa serve ao PSDB, sua esposa advoga para Shell, o pai do Moro foi fundador do PSDB, Moro enterrou o Banestado, etc.


No entanto, para esse discurso de ódio, não importa a coerência e não importam os desmentidos. Escolher o inimigo e atirar sem tréguas é o que resta a fazer. 


No final, é tudo inútil e o cadafalso o espera na forca. Assim só resta para Lula fugir. Ele sabe disso. Só não sabemos quando isso acontecerá. Aí ele brilhará no exílio lá fora como o pai dos pobres, um dos 8 filhos de um pobre retirante do agreste pernambucano, grande mártir e herói perseguido e injustiçado.

 


 

Paulo Buchsbaum

É alguém muito conectado a todas as grandes questões da atualidade, navegando em áreas tão distantes como Economia, Exatas e Psicologia. Ele atua como consultor de negócios e empreendedor, mas tem paixão por escrever, já tendo 3 livros lançados. Seu site é www.negociossa.com

Please reload

 SIGA-NOS AQUI TAMBÉM 
  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W
 os mais RECENTes : 

August 6, 2018

August 3, 2018

July 18, 2018

July 11, 2018

Please reload

Please reload

Copyright © 1Olhar 2017

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon

O 1 Olhar é uma plataforma colaborativa com mais de 50 colunistas compartilhando o olhar, a opinião de pessoas normais sobre os acontecimentos que nos cercam.

Quer colaborar? Entre em contato