Medicina Alternativa no SUS? Desperdício.

14.03.2018

Quando o atendimento mínimo médico à população pelo SUS agoniza, o ministro Ricardo Barros, em mais uma medida demagógica, aumenta o desperdício de recursos públicos ao introduzir no SUS sandices como florais de Bach e cromoterapia (cura pelas cores), dentre outras terapias alternativas.

 

Os florais de Bach, por exemplo, são uma mistura de conhaque e água contendo diluições extremas de extratos florais que se toma. Em relação a florais de Bach, vários estudos não demonstraram qualquer eficácia, quando comparado ao placebo.

 

Um artigo suíço de 2010 (Bach flower remedies: 
a systematic review of randomised clinical trials) compilou algumas pesquisas anteriores, confirmando o que já se sabia: que florais são apenas uma beberagem diluída.

 

Enquanto isso lá fora, mesmo a Homeopatia, um dos procedimentos mais populares da medicina alternativa, sofre de grande decadência.

 

Para exemplificar, o gráfico acima  mostra que em 20 anos, o volume de prescrições homeopáticas caiu 96% na Inglaterra. Mais do que esperado, após décadas de ausência de real efeito curativo.

 

Muitos ainda acreditam na homeopatia basicamente por causa de 3 fatores:

 

a) O tempo cura muitos males, com ou sem homeopatia. A asma infantil é célebre por ir embora sozinha em um percentual significativo de casos.  Se a criança se livra da asma e está tomando remédios homeopáticos, os pais concluem que uma coisa se deve à outra, porque os fatos foram concomitantes. Elas são vítimas da falácia conhecida por uma expressão latina ( Post hoc ergo propter hoc - Depois disso, logo causado por isso)

b) A aleatoriedade e a individualidade das doenças fazem com que algumas pessoas melhorem e outras pessoas piorem, diante de tratamentos similares. Até com o câncer acontece isso, em alguns casos. Se essa pessoa está rezando para a Lua ou tomando florais, essas medidas poderão ganhar o crédito pela melhora. As pessoas que pioram é porque Deus quis assim.

c) Finalmente, vale destacar o fortíssimo efeito placebo. A melhora da disposição do paciente e a confiança que ele está sendo devidamente tratado, exerce um certo efeito curativo, que alguns pesquisadores dizem que chega a ser expressivo, dependendo do problema.


★★★

 

Minha bronca com Medicina Alternativa não significa que eu endosse todos os procedimentos da medicina convencional. Há muita enganação e mistificação nessa área também, mas são tramas mais bem urdidas. 

 

 Paulo Buchsbaum é alguém muito conectado a todas as grandes questões da atualidade, navegando em áreas tão distantes como Economia, Exatas e Psicologia. Ele atua como consultor de negócios e empreendedor, mas tem paixão por escrever, já tendo 3 livros lançados. Seu site é www.negociossa.com.

 

Please reload

 SIGA-NOS AQUI TAMBÉM 
  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W
 os mais RECENTes : 

August 6, 2018

August 3, 2018

July 18, 2018

July 11, 2018

Please reload

Please reload

Copyright © 1Olhar 2017

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon

O 1 Olhar é uma plataforma colaborativa com mais de 50 colunistas compartilhando o olhar, a opinião de pessoas normais sobre os acontecimentos que nos cercam.

Quer colaborar? Entre em contato